8 maneiras de não aproveitar o fim das férias

Por mais que você ainda não queira pensar que isso está acontecendo, as férias estão acabando. “Mas, Universitários Histéricos, ainda falta quase um mês!” Pois é, jovem leitor… Ainda pode faltar quase um mês, mas como você vai aproveitar esse período? Há quem diga que vai passar jogando vídeo game e há quem prefira assistir a muitos filmes… Mas qual será a melhor maneira de relaxar no final das férias?

Nós claramente não fazemos ideia. Mas a equipe especial do Universitários Histéricos é muito boa em dizer o que você não deve fazer. É verdade, separamos uma série de coisas que você deve evitar nos últimos momentos de férias. São apenas algumas dicas de como fugir da monotonia para não chegar no primeiro dia de aula com aquela sensação chata de “Devia ter me divertido mais”.

Temos certeza de que, no final deste artigo, você vai estar chorando e perguntando por que é que nós não fizemos esse texto antes. Quando isso acontecer, volte até aqui e leia a resposta a seguir: Nós não fizemos isso antes porque você estava na praia, mas agora todos voltaram ao trabalho e vocês todos precisam de algo para fazer

1. Passar o dia inteiro no Facebook

O dia está lindo, o Sol está brilhando forte e o azul do céu convida qualquer pessoa para um belo passeio no parque. Mas você prefere ficar olhando para o azul do Facebook e para o brilho das notificações de novas mensagens. Você prefere fechar as cortinas e fazer como a música “Ask” da banda The Smiths para ficar “Desperdiçando dias quentes de verão dentro de casa”.

convites

Assim que começarem as aulas, você vai ter muito tempo para navegar no Facebook. Não adianta falar que não, nós sabemos que você vai usar o smartphone dentro da sala de aula. Nós sabemos também que você vai falar mal dos professores sempre que possível — #BháskaraPraQue? #EnsinoMédioDaDepressão. Então, aproveite a liberdade de agora para ficar longe da rede social.

E nem estamos falando para você ficar longe do Facebook o dia todo. Apenas tente alternar entre as atividades. Certamente, isso fará com que você chegue na escola novamente com muito mais histórias para contar. E isso deixará a sua redação sobre as férias muito mais legal do que a das pessoas que decidiram ficar longe da luz do Sol durante todos os meses de descanso.

2. Não se alimentar para jogar online

Um dos grandes problemas da nova geração de games é que eles são, na maior parte do tempo, online. Isso significa que você não vai disputar partidas com pessoas que estão na sua casa, mas com adversários espalhados pelos quatro cantos do mundo. E nem todos eles têm paciência para esperar alguns segundos entre uma jogada e outra. Ou seja: “NÃO DÁ PRA PAUSAR!”.

games

E por causa disso os jovens de todo o mundo estão ficando cada vez mais tempo em frente aos vídeo games ou computadores. Os resultados de um estudo que nós acabamos de inventar mostram que, em 1998, os jogadores de vídeo games passavam, em média, duas horas jogando entre cada intervalo. Atualmente, esse tempo é de 17,45 horas. Caso a progressão seja mantida, até 2025 os jovens terão cinco dias de games sem parar.

O problema disso tudo é que ninguém come durante esse tempo. Ou seja, você vai passar quase um dia jogando online sem parar e sem comer — o que, no final de dois meses, terá resultado na perda de 22 quilos de massa magra. Uma solução para isso é instalar sondas de alimentação, mas é mais saudável parar para comer algo mais consistente.

3. Perder tempo procurando WiFi

Todos estão se divertindo no bar, mas você não tira as mãos do smartphone. Todos querem fazer o pedido e já sabem o que vão querer, mas você não. Sabe por quê? Porque você estava no smartphone enquanto todo mundo olhava o cardápio. Seus amigos pediram batata frita, pediram bebidas, pediram sobremesa e você só olhou para o garçom para perguntar a senha da WiFi.

A cada ano, os jovens perdem cerca de 12 dias apenas procurando sinal de internet quando vão a baladas, bares ou outros estabelecimentos. Nesse tempo, seria possível conversar sobre tudo o que acontece no mundo, pelo menos duas vezes. Mais do que isso, você poderia ter reparado que a sua amiga que você tanto gosta está dando bola para você. Mas não vai, porque você está na internet.

4. Trocar os amigos reais pelos virtuais

Sabe o tópico que nós acabamos de falar? Ele se encaixa aqui também. Antes de deixar de conversar com os amigos que estão perto de você para falar com os que estão longe, pense se eles estariam ali com você naquela mesma situação. A tecnologia pode encurtar muitas distâncias, mas você precisa pensar em quem está realmente perto.

amigosvirtua

p.s.: esse tópico pode ser deixado de lado se você estiver falando com sua namorada que está passando um tempo em outro país para estudar. Se esse for o seu caso, aí os seus amigos vão entender que você está com saudades e vão deixar você em paz.

5. Sendo um troll

Você pode não gostar de alguma coisa, pois estamos em um país livre. Você pode também gostar muito de uma coisa e odiar os concorrentes dessa coisa em questão, pois estamos em um país livre. Mas você também poderia aproveitar essa liberdade para deixar com que os outros sejam livres. Isso impediria que você fosse um troll durante as suas férias.

É sério… Aproveite as últimas semanas do verão para passear, comprar sorvete com a família e participar apenas de discussões construtivas. Não abra espaço para os trolls na sua vida. Ou abra, pois estamos em um país livre.

7. Deixar de sair para ver TV

“A vida é mesmo uma caixinha de surpresas. Uma hora estamos voando em direção à Terra Média, mas então o gerador de improbabilidade entra em ação e nos leva de volta para a Lua de Endor. Não sabemos o que fazer com tantas informações, mas as pessoas continuam nos jogando novos arcos de luz. O mundo está cada vez mais dinâmico, há espaço para nós nessa jornada?

Se existe ou não, poucos são os sortudos que conseguem descobrir a resposta ainda em vida como imaginamos. E o que vem depois disso tudo? É o que perguntam os guerreiros que chegam à Cúpula do Trovão. Dois homens entram… Mas será que algum homem sai? Hoje, um sai! José das Couves, vem ser um guerreiro aqui fora”

Você imagina em que esse texto acima seja baseado? Se não, você está aproveitando bem as suas férias. Se sim, esperamos que você não esteja fazendo só isso das suas férias. Dê umas voltas de bicicleta, compre um novo livro…

8. Reparando que não sabemos contar

“É só isso! Não tem mais jeito! Acabou! Boa sorte! Não tenho o que dizer… São só palavras!”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s